Decálogo do "bom" enxadrista - Tabuleiro de Xadrez

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Decálogo do "bom" enxadrista


1 - Nunca toque apenas na peça que pretende mover, toque em diversas, ameaçando movê-las antes de efetuar seu lance definitivo.

2 - Se notar que seu lance foi fraco, volte imediatamente, sem pedir licença a seu adversário e reflita mais 20 ou 30 minutos, afinal de contas, sendo a partida amistosa, não haverá relógio para marcar o seu tempo e você sempre poderá alegar, posteriormente, que seu adversário é muito lento.
3 - Nunca admita que seu parceiro volte algum lance ou deixe de jogar a peça tocada, lembre-o das regras: "Peça tocada, peça jogada". Mesmo que esse toque seja apenas para arrumar a peça e seu adversário tenha lhe pedido licença, finja não ter ouvido e force-o a jogar.

4 - Quando perder uma partida nunca reconheça a superioridade do adversário, existem diversas formas de desculpas. Eis algumas delas: Passei mal à noite, estou com dor de cabeça, joguei toda a partida com vontade de ir ao banheiro, etc.

5 - Durante a partida, não esqueça de ficar tamborilando com os dedos na mesa ou trauteando os últimos sambas de sucesso, ou mesmo músicas antigas, uma ótima sugestão é Adeus Pampa mia, O meu boi morreu, etc.

6 - Comente os lances contrários com expressões joviais. Exemplo: Este é um lance de apedeuta! Se achar que o termo é desconhecido para seu adversário, diga baixinho, só para ele ouvir, o que quer dizer apedeuta, e se ele, indignado, retirar-se do recinto, comente com os assistentes a forma pouco educada de alguém abandonar uma partida perdida.

7 - Antes de uma partida oficial, achando que seu oponente lhe é inferior, mesmo porque ninguém joga melhor que você, espalhe que vai massacrar, dar xeque-mate em poucos lances, etc. Se perder, o que pode acontecer, pois afinal de contas o xadrez é um jogo de azar, proceda como no item 4 e acrescente que facilitou devido à fraqueza do adversário e para tornar a partida mais interessante, sacrificou uma peça.

8 - Se tiver que se manifestar sobre determinada cláusula de um regulamento, diga que aceita, mas sob protestos, isto lhe dará sempre oportunidade de criticar os membros da comissão organizadora.

9 - Se acontecer o fato quase impossível de ficar mal colocado em um torneio, abandone-o e alegue motivos de saúde, o que também justificará sua má colocação; se a sua desistência prejudicar outro concorrente, lembre-o que o único culpado é ele, que não estuda, não tem teoria, joga mal, não tem talento, etc.

10 - Quando o Clube que frequenta receber a visita de um mestre internacional, critique seus lances baixinho com os outros, fazendo-os crer que você é muito superior e que só não é mestre por faltar-lhe tempo para maior dedicação. Também usar este sistema com seus colegas de Clube, mas aumentando o tom de voz; não sendo eles mestres, você, logicamente não precisa respeitá-los.

Siga à risca este Decálogo e garantimos que você terá em breve uma reputação vulgar nos meios enxadrísticos que frequenta!

Autor desconhecido
2017 - Todos os direitos reservados
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal